Arquivo para download: Arqueologia da violência, de Pierre Clastres

Ora, se há de fato uma relação profunda entre a multiplicidade das unidades sóciopolíticas e a violência, só se pode compreender sua articulação invertendo a ordem habitual em que se apresentam: não é a guerra que é o efeito da fragmentação, a fragmentação é que é o efeito da guerra. E não é somente o efeito, mas a finalidade: a guerra é ao mesmo tempo a causa e o meio de um efeito e de um fim buscados, a fragmentação da sociedade primitiva. Em seu ser, a sociedade primitiva quer a dispersão. Esse querer da fragmentação pertence ao ser social primitivo que se institui como tal na e pela realização dessa vontade sociológica. Em outras palavras, a guerra primitiva é o meio de um fim político. Portanto, perguntar se por que os selvagens fazem a guerra é interrogar o ser mesmo de sua sociedade.

Download

Comentários