ARQUIVO PARA DOWNLOAD: AULA DE GILLES DELEUZE SOBRE SPINOZA, EM 17/03/81

 Transcrição original em francês: https://www.webdeleuze.com/textes/43

"...o que quer dizer o conhecimento adequado do segundo gênero ? é o mesmo que aprender a nadar. ‘Ah!, eu sei nadar”! ninguém pode negar que saber nadar é uma conquista da existência, é fundamental, vocês compreendem: eu, eu conquistei um elemento, não é natural conquistar um elemento. Sei nadar, sei voar. Formidável. O que quer dizer? É bem simples: não saber nadar é estar à mercê do encontro com a onda. Então, você tem o conjunto infinito de moléculas d’água que compõe a onda. Compõe uma onda, e eu digo: é uma onda porque esses corpos mais simples, que chamo de “moléculas” - na verdade, não são os mais simples, é necessário ir além das moléculas d’água. As moléculas d’água já pertencem a um corpo, o corpo aquático, o corpo do oceano, etc. ou corpo do lago, o corpo de um determinado lago. O que é o conhecimento do primeiro gênero? é: ir, eu me atiro, eu vou, estou no primeiro gênero do conhecimento: eu me atiro, me debato, como se diz. Que quer dizer 'se debater'? se debater é bem fácil, se debater, a palavra indica, dá para ver que é relação extrínseca: às vezes a onda me bate, às vezes me leva, são efeitos de choque. São efeitos de choque, quer dizer: não sei nada da relação que se compõe ou decompõe, recebo efeitos de partes extrínsecas. As partes que me pertencem são sacudidas, recebem um efeito de choque das partes que pertencem à onda. Então, às vezes eu rio, às vezes choramingo, dependendo se a onda me faz rir ou me afunda, estou nos afetos paixões: 'mamãe, a onde me bateu!' Bem, ‘mamãe a onda me bateu’, não vamos deixar de gritar enquanto estivermos no primeiro gênero do conhecimento, já que não vamos parar de dizer: a mesa me machucou. É a mesma coisa dizer: o outro me machucou, não porque a mesa é inanimada - Espinosa é muito mais esperto do que foi dito depois – de jeito nenhum porque a mesa é inanimada podemos dizer: a mesa me machucou. É tão bobo dizer 'Pedro me machucou' como ‘pedra me machucou', ou a onda me machucou. É do mesmo nível, do primeiro gênero. Bem. Vocês estão me acompanhando? Ao contrário, 'sei nadar' não quer dizer forçosamente que tenho um conhecimento matemático, ou físico, científico, do movimento da onda. Quer dizer que tenho um 'saber fazer', um 'saber fazer' espantoso, quer dizer que tenho uma espécie de sentido do ritmo, da ritmicidade! O que isso quer dizer, o ritmo? Quer dizer que minhas relações características, eu sei compô-las diretamente com as relações da onda, isso não acontece mais entre a onda e eu, quer dizer que não acontece entre as partes extensivas, as partes molhadas da onda e as partes do meu corpo; acontece entre as relações. As relações que compõem a onda, as relações que compõem meu corpo, e minha habilidade, quando eu sei nadar, habilidade em apresentar meu corpo sob relações que se compõem diretamente com a relação da vaga. Eu mergulho no momento certo, retorno no momento certo. Evito a onda ou me aproximo, ou, ao contrário, me sirvo dela, etc. Toda a arte da composição de relações".

Download

Comentários