Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Arquivo para download: A moral do riso em Bergson, por Geovana da Paz Monteiro

O artigo aborda elementos para a compreensão de uma moral social no pensamento do filósofo francês Henri Bergson (1859-1941), a partir da obra de 1900, O riso , em diálogo com algumas ideias apresentadas em seu último livro, As duas fontes da moral e da religião . Em auxílio à nossa interpretação, faremos o cotejo com alguns textos de Sigmund Freud referentes à cultura e o comportamento humano em sociedade em fina sintonia com as ideias de Bergson. Embora O riso se pretenda um ensaio acerca da comicidade, o conteúdo da obra extrapola o campo de um mero estudo acerca do cômico nos entregando uma profunda reflexão estética sobre o valor da arte, além de uma crítica implícita à ciência através do confronto com outras teorias clássicas do riso. Todavia, o que nos interessa no momento é o destaque insistente dado por Bergson à função social que o ato de rir comporta. O riso seria uma espécie de ferramenta de ajuste dos comportamentos sociais. Suspeitamos, enfim, que haja naquela obra eleme

Últimas postagens

Arquivo para download: O riso e os jardins da inteligência, por Heliakim Marques Trevisan

Arquivo para download: O riso cômico e o nexo geral entre arte e vida, por Izilda Johanson

Arquivo para download: Nietzsche e Dühring: ressentimento, vingança e justiça, por Antonio Edmilson Pachoal

Arquivo para download: A relação entre percepção e memória no pensamento de Henri Bergson, por Warley Kelber Gusmão de Andrade

Arquivo para download: A ontologia de Deleuze e as experiências de Deligny: como instaurar existências mínimas, por Carlos Henrique Machado

Arquivo para download: Le vocabulaire de Bergson, por Frédéric Worms

Arquivo para download: O cérebro e pensamento: uma ilusão filosófica, por Henri Bergson

Arquivo para download: Bergson, por Gilles Deleuze

Arquivo para download: Cinema e pensamento em Deleuze, por Vladimir Pereira Seixas

Arquivo para download: Políticas de morte-acontecimento, por Marcele Pereira da Rosa