Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Na Web: Bergson e o espiritismo: a evolução do princípio espiritual, por Instituto Espírita de Estudos Filosóficos

A filosofia de Henri Bergson (Paris, 1859-1941) pode ser definida com o nome de evolucionismo espiritualista. Ela constitui o ponto de referência do pensamento francês entre o fim do séc. XIX e as primeiras décadas do séc. XX. Nessa filosofia fundem-se os temas do espiritualismo antigo, como o de Agostinho, e os da tradição espiritualista francesa, que encontra suas maiores expressões em Descartes e Pascal.

A temática bergsoniana aproxima-se da temática espírita, talvez pelo fato de serem contemporâneas, mas isso não significa definitivamente que Bergson possa ser considerado espírita. O bergsonismo se aproxima da Filosofia Espírita pela sua temática sim, pelos seus fundamentos, mas resguardada a conceituação específica de cada um. Dado o fato de Bergson viver em Paris e à mesma época de Kardec, talvez se explique a identificação da temática, peculiar ao período que sucedeu ao Iluminismo. Em meio a essa temática podemos destacar: a teoria do princípio espiritual, o conceito de espírit…

Últimas postagens

Arquivo para download: Gilles Deleuze e Félix Guattari leitores de Marx: a inspiração marxista do conceito de desejo desenvolvido no Anti-Édipo, por Guillaume Mejat

Arquivo para download: aforismo 354 de "A gaia ciência", de Friedrich Nietzsche (trechos)

Arquivo para download: Espaço-rua e codificações relacionais, por Maicon Barbosa e Valter A. Rodrigues

Arquivo para download: Arqueologia da violência, de Pierre Clastres

Arquivo para download: Sobre o capitalismo e o desejo (entrevista com Deleuze e Guattari em 1973)

Arquivo para download: Capitalismo e esquizofrenia (entrevista com Deleuze e Guattari em 1972)

Arquivo para download: Deleuze e Guattari explicam-se (mesa redonda em 1972)

Arquivo para download: A sociedade contra o Estado, por Pierre Clastres

Na Web: "Os lugares de Nietzsche", por Paulo César de Souza

Na Web: Deleuze - esquizoanalista, por Suely Rolnik